15 janeiro 2010

Múltiplas imagens

Fred como personagem
Frederico como identidade
Mas, e agora, paguzzi?

8 comentários:

Iguimarães disse...

Meu nome é Frederico Drummond:
"E agora,José?"
haha
Saudade das suas atualizações.

R.L. disse...

Não é pagnuzzi?
bjs

Anônimo disse...

haha...

Anônimo disse...

Sabia que um eh muito mais forte que dois, ou tres? Eu sei e voce sabe disso. Viva, assim, a plenitude.
A chuva agradece.

ჱ ܓ disse...

A diferença.

Frederico Pagnuzzi disse...

O homem precisa de apenas um para existir. Quando ele se divide em vários, tudo se torna turvo, incompleto, disforme...

Ser uno, indiviso, parece ser o estado de humanidade.

Caroline Tavares disse...

o uno é feito de partes.
ser vários não significa não ser inteiro.
as múltiplas imagens formam o todo.

bjs,
"n personas"

Anônimo disse...

Uma pessoa é formada por várias opiniões, várias imagens. São todas essas contradições que formam o que ela realmente é. Uma pessoa pode ser metade loucura e metade sensatez, e é isso que a faz ser ela mesma. E cada um a interpreta de uma maneira. Como disse Angela Delphim: "Eu sou para cada pessoa aquilo que ela acha que eu sou, mas o que para mim importa é o que eu estou a procura de ser e isso eu ainda não sou."