25 outubro 2009

Por que abrir a porta é tão difícil?

8 comentários:

Anônimo disse...

Abrindo a porta, o tempo volta a existir; a realidade volta a tentar massacrar o sonho que ela contem.
A porta fechada prende os cheiros, sussurros e olhares. Roxo, vermelho, riso, Não, espelho, para!
A porta contem a moradia.

Daniel disse...

Por que existir porta?

Helena disse...

Abrir significa abandonar. E isto é necessário, às vezes.

Catarina Signorelli disse...

Por que temer o abandono?

Fred Pagnuzzi disse...

A porta do carro
A porta da casa
A porta do medo
A porta da alma
A porta da existência
E onde fica a fechadura?
E onde fica a chave?
Existe chave?

Não, não existem mais fechadura
chave, possibilidade.

A porta está praticamente trancada.
Lacrada pela escollha.
Trancafiada pela presença.
Enjaulada pela própria poesia.

Usnave disse...

Entrei em casa e encontrei tudo revirado. Cachorro, morto; mulher, morta; filhos, mortos; familiares, mortos; trabalhadores, mortos; quadros, destruídos; textos, rasgados; livros, queimados; fiquei eu, reeditado.

No dia seguinte, entrei novamente em casa: tudo estava como antes; menos eu. Agora não vejo aqueles outros de antes, vejo novos outros.
Eu mudei, os outros também, pois quem os vê, sou eu. Logo, mudei porque os outros também mudaram, e outros não eram os anteriores, alguns entraram sem pedir licensa, nem dizer obrigado. Vieram, ficaram e estão.

Thiago P. B. Bessimo disse...

com a chave na mão quer abrir a porta, não existe porta.

-Drummond-

é a passagem, as vezes um fdp que trancou, ou simplesmente não se tem o jeitinho, ou como nosso amigo drummond disse, já não existe porta.

;)

alicenajanela.blogspot.com

Marcela disse...

Nem sempre tem olho mágico e nem sempre a gente sabe quem ou o que está do outro lado.